Crédito

Empresas atendidas pelo Sebrae e BNDES geram até 6% a mais de empregos

O acesso a crédito aliado à consultoria de negócios ajuda pequenos negócios a impulsionarem o mercado de trabalho no Brasil

De acordo com a Avaliação do impacto de instrumentos de apoio do BNDES e do Sebrae às micro e pequenas empresas, realizada pelas duas instituições, as empresas que conseguiram financiamento com o BNDES e contam com consultoria empresarial do Sebrae geram cerca de 6% a mais de empregos do que as que não possuem a concessão de crédito assistido.

O analista de Gestão Estratégica do Sebrae Tomaz Carrijo comenta que quando as duas instituições trabalham juntas, elas conseguem gerar mais empregos no país. “Esse estudo mostra a efetividade de atendimento do Sebrae e também a importância das duas instituições trabalharem juntas. A concessão de crédito assistido não só melhora a competitividade do pequeno negócio, como também impulsiona a geração de emprego”.

Carrijo ainda destaca que o Sebrae tem um importante papel na diminuição da inadimplência dos pequenos negócios, no aumento do faturamento e da taxa de sobrevivência das micro e pequenas empresas. “O crédito assistido aumento a efetividade da concessão do financiamento, o que comprova que crédito mais capacitação são mais eficazes”, pontua. O analista destaca que essa constatação pode incentivar a criação de parcerias ou de novos produtos, com o envolvimento das duas instituições, voltados para os pequenos negócios.

Para Giovanni Beviláqua, analista de Capitalização e Serviços Financeiros do Sebrae, as qualificações do Sebrae têm um forte impacto no nível de emprego e produtividade dos pequenos negócios e as deixam mais equiparadas às empresas de maior porte. “As grandes empresas, na sua grande maioria, já aprenderam a usar melhor os seus recursos e quando o Sebrae ajuda os empreendedores de pequeno porte na melhoria da gestão e orienta o bom uso do crédito, isso realmente mostra uma grande eficácia tanto em relação à obtenção de crédito quanto à melhoria da produtividade e da competitividade das empresas”, observa Beviláqua.

Metodologia

Os dados analisados foram extraídos da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) dos anos 2014 a 2017 e permitiram cruzar casos de apoio. Foram identificadas 216 mil empreendimentos financiados pelo BNDES, 605 mil empresas que receberam consultoria de negócios do Sebrae e 59 mil casos apoiados por ambas as instituições. A partir daí, foram realizadas duas abordagens distintas dos dados, que também sugerem sinergia entre as atividades das duas instituições, isto é, sinalizam uma possível potencialização dos efeitos dos dois apoios quando ocorrem concomitantemente.